Mudez


O silêncio tem sido 

suave como uma demolição

seus pedaços entrando na carne

numa liturgia desesperada 

inundando espaços vazios e desfazendo paredes

febril e cruel enquanto engole o mundo

os destroços são obtusos e impenetráveis 

um silencio suave

como uma demolição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s